sexta-feira, 8 de maio de 2015

Emille Kisar...

"Espelho, espelho meu,
saibas que esta não é mais esta tua incumbência.
Agora, dito eu. Eu respondo. Eu reflito. 
Aquilo que mais me vale, melhor me importa.
Sem teu julgamento, teu olhar torto, 
tua pseudo opinião. Inimigo não é mais.
Perdestes o cargo.
Amigo serás quando eu bem entender.
Quando me for conveniente, saudável,
desejável, necessário.
Fique aí: parado, calado,
apenas esperando que eu apareça.
A gente se vê."

Nenhum comentário: