quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Sergio Fornasari...


"As vezes sou uma criança mimada,
por vezes, um adulto carente
seguindo a estrada.
Muitas vezes sorrindo para o mundo,
outras em um choro profundo.
Tem dias que sigo sozinho com minha dor,
outros entre a multidão distribuindo amor.
Algumas noite na solidão da cama,
pensando em quem amo.
Outras matando a saudade,
em um amor de verdade.
Mas sempre acreditando na vida,
mesma que por vezes sofrida.
Em busca dessa tal felicidade,
que sei que esta por ai na cidade!"

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Clarissa Corrêa...

"Não gosto de quem se faz de santa, de prestativa, de solícita, de legal. Não gosto de quem fala miando, se finge de sonsa, faz caras e bocas. Não gosto de gente artificial, que tem duas caras, dois jeitos, dois comportamentos. Sou a favor da transparência, de gente de verdade, sem retoques, sem artifícios. Tenho pavor de mulher fingida. Que se finge de morta, mas no fundo rebola o tempo todo, faz cara de atriz pornô pra ser notada e depois diz que ah-é-meu-jeito-sou-assim. Tenho pavor de mulher que se insinua o tempo inteiro e depois diz não-entendo-porque-todo-mundo-olha-pra-mim. Pavor. "

segunda-feira, 1 de agosto de 2016



"Se você se detiver em meus olhos profundamente verá que eu venho de longe, de lugares distantes do espaço, viajando pela asa do tempo. 
Se você se fixar em meus olhos intensamente perceberá que o ser terreno de agora representa pequena partícula do que sou, resumo de experiências adquiridas em inúmeras vivências, na estrada chamada eternidade. 
Se você se prender em meus olhos densamente notará todo amor que tenho sentido ao longo das vidas, todas as amizades a mim presenteadas pelos céus em meus encontros em cada porto, os sorrisos e os meus corações, que foram ficando com tantos que amei e amo. 
Se você mergulhar em meus olhos intimamente saberá de minha especial felicidade por ter reencontrado você, seu amor singular, sua energia única, vibrando sempre em meu campo energético.
Se você se conectar aos meus olhos apaixonadamente se convencerá de que continuarei a minha caminhada ainda mais radiante por ter revisto você, levarei o seu sorriso em minhas lembranças, carinhosamente revivido sempre que as estrelas brilharem no límpido céu noturno, reflexo da luz de seu sorriso em meu coração. 
Se você vivenciar o meu olhar esperançosamente, acreditará que em determinado momento de nossas viagens reencontrarei você de forma definitiva, quando passaremos a navegar juntos pelo tempo eterno..."

(Livro: Dias Azuis –Editora Flor & Cultura, 2008, p.51)

terça-feira, 26 de julho de 2016

Ventania...

"Tudo que transborda em mim,
não cabe no coração...
nem encontra espaço
nos enigmas da minha mente...
Carrego na alma 
a ventania inquieta do meu ser...
Uma constante movimentação 
de forças incontroláveis... 
Uma tempestade de fúria e amor...
em intensa cumplicidade...
Tudo em mim é compasso
entre a constância do encontro 
com a felicidade 
e a certeza de ser eterna...
Permaneço confiante
nos ventos da Vida..."

(Simone Souza)

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Retirei da Página:As faces do Sagrado Feminino...


"...sou todos os fios que juntei
todos os laços que teci
todos os nós que desatei...
sou todas as músicas que ouvi
todos os versos que escrevi
todas as palavras que cantei...
Sou todos os ventos que passaram por mim
todas as mãos que entrelacei
todos os amores que amei...
Sou todos os fios que emaranhei...
todos os caminhos por onde andei
todas as marcas que deixei...
sou todos os abraços que recebi... e dei
todos os afagos e beijos que por aí deixei
todos os colos que neguei...
todas as lágrimas que enxuguei
todas as lágrimas que causei
todas as gargalhadas que dei
todos os risos que ouvi...
sou o caminho que sigo
sou a que caminha
sou todas que passaram por mim
sou todas que virão depois de mim...
e todas que já se foram...
aprendendo por essa trilha que se chama vida...
Estou por aqui...sendo... aprendendo...vivendo...
Estamos aqui..."




"Nas profundezas de cada mulher há uma caverna que guarda os segredos das suas memórias uterinas. Nas suas paredes de rocha, existem hieróglifos que relatam tudo o que ela precisa saber sobre si mesma. Um saber tão profundo e extenso como as estrelas do céu, pelo que ela irá necessitar de muitas vidas para revelar uma parte importante dela. Cada mulher é um cântaro de histórias que guarda a verdade sobre a humanidade e a origem do Universo. Mas o que cada mulher não sabe é que a sua caverna uterina conecta-se com as cavernas das suas ancestrais e também com os das demais mulheres. Partilhamos a memória da humanidade nos nossos úteros. Existem marcos que ocorreram ao longo do tempo e que estão plasmados no ventre de cada mulher, assim quando cada uma se cura, cura a outra e a humanidade."

(~Ximena Avila~)

Martha Medeiros...


"Quem você pensa que é?"
Perguntou pra mim de queixo em pé...
Sou forte,
fraca,
generosa,
egoísta,
angustiada,
perigosa,
infantil,
astuta,
aflita,
serena,
indecorosa,
inconstante,
persistente,
sensata e corajosa,
como é toda mulher,
poderia ter respondido,
mas não lhe dei essa colher."

segunda-feira, 11 de julho de 2016

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Regresso...


Oi gente!!
Sumidinha por motivo de muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo mas..............
ESTOU DE VOLTA! ;)
Breve novas postagens e,em contagem regressiva para mais uma primavera,3.6!
Volto em breve, Bjinhu!

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Mulher...

“Quando uma mulher toma a decisão de abandonar o sofrimento, a mentira e a submissão.
Quando uma mulher diz, do fundo do seu coração: ‘Chega, cheguei no meu limite!!!!
Nem mil exércitos de ego e nem todas as armadilhas de ilusão podem pará-la na busca de sua própria verdade.
Aí se abrem as portas de sua própria alma e se inicia o processo de cura.
O processo que a devolverá gradualmente à si mesma, à sua vida real. 
E ninguém disse que este caminho é fácil, mas é “o Caminho”.
Essa decisão em si, abre uma linha direta com a sua natureza selvagem e é aí que começa o verdadeiro milagre.
(”Mulheres Que Correm Com os Lobos – Clarissa Pinkola-Estés.
Sandra Zahirah)

terça-feira, 5 de abril de 2016

Ah,a mulher...




"A alma de uma mulher é antiga, infinita e cheia de segredos. Sorva-a aos poucos, como o vinho. Não queira decifrá-la toda em todos os seus gostos e sensações. Deixe um pouco para amanhã e surpreenda-se sempre!"
(Carlos Adriano)
(Autora do desenho: Isabelle Desrocher)

Rumi...






"Sê silêncio.
Não busques a fama.
Ao invés disso,
cavalga teu cavalo
para dentro do roseiral da alma.

Tenho lá uma rosa te esperando."

quinta-feira, 10 de março de 2016

Conflitos...


"Acho que não paramos direito para pensar o quanto a inimizade nos consome e torna o Outro alguém tão importante. 
Seria mais prático destilarmos as emoções de maneira a não valorizar gente que nasceu para brigar, vive para brigar, respira para brigar. 
Há gente que, sem conflito, não sabe viver a vida."

(Cláudia Dornelles)

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

(...)

"A aceitação que eu buscava vinha de uma falsa compreensão que eu oferecia ao Outro. Quantas foram as vezes em que eu, simplesmente, estava entediada com o drama alheio e me fiz prestativa e disponível no instante em que eu só queria respeitar minha vontade de solitude e ficar absorta nos meus próprios devaneios... Quanto tempo foi gasto procurando coisas e pessoas que preenchessem minhas lacunas quando eu apenas precisava do vazio: de estar comigo na feiura e na beleza que carrego."
(Marla de Queiroz)

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Abundante...


"Falo alto.
Penso claro.
Digo palavrão. 
Ponho mesa farta.
Amo com força. 
Desamo com convicção. 
Flores? Só se for natural.
As de plásticos não morrem, mas, também, não sentem.
Há quem não entenda coisa simples :
Não sou mulher de mixaria!"
(...embora as vezes ou na maioria delas me contente com elas!)

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

O beijo...


"Uma seiva atração
Um líquido suave
Um encontro quente
Um sem fim de texturas
Movendo-se entre
As estações,
E só permanece
O beijo."





quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Ciclos...



E é com essa música que hoje encerro mais um ciclo...ciclo vicioso no qual estive me libertando aos poucos e logo em breve me libertarei definitivamente...
Mês de dezembro não é muito legal para mim,rs...exatamente dia 19/12,mas depois de hoje passará a ser...Se esperasse mais 3 dias seria perfeito,mesmo dia,inicio e fim...
Mas como não dependeu só de mim então,está bom dia 16/12...
Um dia para se lembrar,um dia de um novo ciclo,novas histórias,novos sentimentos,nova VIDA...e isso só depende de MIM,e EU VOU DAR A VOLTA POR CIMA!! 
Eu sou MAIS,eu POSSO,hoje começo a reescrever a minha história...

Me aguarde 2016!!

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Neruda...sempre Neruda...♥


"Amo-te sem saber como, nem quando, nem onde,
amo-te diretamente sem problemas nem orgulho:
amo-te assim porque não sei amar de outra maneira, a não ser deste modo em que nem eu sou nem tu és, tão perto que a tua mão no meu peito é minha, tão perto que os teus olhos se fecham com meu sono."

terça-feira, 8 de dezembro de 2015


"Já não tenho paciência para algumas coisas,
não porque me tenha tornado arrogante, 
mas simplesmente porque cheguei 
a um ponto da minha vida 
em que não me apetece perder mais tempo
com aquilo que me desagrada ou fere. 
Já não tenho pachorra para cinismo,
críticas em excesso 
e exigências de qualquer natureza. 
Perdi a vontade de agradar a quem não agrado, 
de amar quem não me ama, 
de sorrir para quem quer retirar-me o sorriso.
Decidi não conviver mais com pretensiosismo,
hipocrisia, desonestidade e elogios baratos.
Não suporto conflitos e comparações. 
Acredito num mundo de opostos 
e por isso evito pessoas de caráter rígido e inflexível. 
Desagrada-me a falta de lealdade e a traição. 
Não lido nada bem com quem não sabe
elogiar ou incentivar. 
Os exageros aborrecem-me e acima de tudo
já não tenho paciência nenhuma 
para quem não merece a minha paciência."

(José Micard Teixeira)