sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Romara Magalhães...



"De verdade? Acredito que todos nós temos um amor tatuado na alma e eternizado na carne. Um amor que jamais jogaremos ao esquecimento, podemos adormecê-lo por não ser possível vivê-lo em algum momento ou mesmo durante uma existência inteira, e. com o passar do tempo, transformá-lo em um amor mais leve. Embora suave e sem aflições será ainda amor, enquanto não o vivermos na plenitude que nossa alma precisa, e depois. Pode ser bobagem minha, mas é assim que penso. Ele, o grande amor, estará sempre ali, em nós. Lembrado num olhar, num pôr do sol, num cheiro, num sorriso...Esquecer é tarefa complicada. Renunciar, tarefa árdua.
Todo mundo tem um grande amor tatuado na alma." 

Nenhum comentário: