terça-feira, 23 de junho de 2015

Martha Medeiros...

"Quantos pedaços formam uma mulher? 
Tantos que ela vive inacabada.
Nossos pedaços custam a se encaixar.
Um pedaço grande que precisa combinar 
com o pedaço da luxúria
com o pedaço da solidão
e vários outros pedaços
aparentemente sem combinação:
nossa parte homem
nossa parte criança
nossa parte louca
nossa parte santa
nossa parte lúcida
nossa parte conveniente
nossa parte viciada
e mais aquelas desgastadas pelo uso
e umas que se perderam
e outras tão pequenas que ficaram invisíveis.
Como encaixar o que não se revela
nem para nós mesmas?"

Nenhum comentário: