sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Osho...


"O amor é o filho da luz. O amor não pode surgir de um coração escuro. De um coração escuro só surge a luxúria. Ele finge ser amor, mas é exatamente o oposto. É exatamente o oposto, porque a luxúria explora: ela usa o outro como um meio, el...a reduz o outro a uma coisa. É destrutivo, destruidor da maior coisa na vida: a presença da pessoa.

O amor compartilha. O amor não usa o outro. O amor respeita o outro e a liberdade do outro. O amor nunca reduz o outro a uma coisa, ao contrário o amor eleva o outro à divindade. Os próprios olhos do amante dá a você um voo em direção ao divino. O amor transforma seres humanos comuns em deuses.
Mas o amor só é possível se o coração estiver cheio de luz – e o coração não está cheio de luz, ele é cercado por uma grande escuridão. Pela escuridão, quero dizer da inconsciência e pela luz eu quero dizer a consciência.
Comece a ficar mais e mais consciente, torne-se mais alerta. É uma longa e árdua jornada, mas imensamente recompensadora, vale todos os problemas , porque uma vez que a pessoa alcança ela sabe exatamente o que é a vida, a sua grandeza eterna , o seu infinito esplendor, sua incrível beleza .
Este vai ser o seu trabalho: tornar-se um filho da luz a fim de que o amor possa se tornar possível. E isso é o que o sannyas é: a vida, o amor, a luz, e onde esses três se encontram, a verdade é experimentada."

Osho Darshan

Nenhum comentário: